Nada mais gostoso do que chegar em uma cidade e ter amigos que moram lá.

Ficar em casa, fazer programas locais e conhecer cantinhos que os turistas não costumam ir, para mim, é a melhor parte da viagem.

Cheguei em Paris e meus amigos já estavam com as cestas de picnic prontas para curtir o domingão no Parque.


Parc des Buttes – Um dos parques mais lindo que já fui, cheio de relevos portanto com uma vista magnífica, água, montanhas e muita natureza.  Foi assim que começou minha viagem, com direito a picnic, bons vinhos e muito papo gostoso, o programa durou até o anoitecer e na minha opinião, o programa é imperdível!

Le Faitout – restaurante vegano bem pertinho do Parque, passei lá para comprar uns queijinhos veganos para o picnic (foto abaixo). Ambiente simples porem acolhedor pelo serviço, o dono está sempre por lá e é uma das pessoas mais atenciosas que já conheci. Os queijos eu não amei, mas o cardápio era cheio de coisas mega interessantes, quem for para aqueles lados vale dar um pulinho por lá, seja para abrir a mente e espiar a criatividade no menu.  

Simonetta Restaurant – saímos do parque com vontade de algo quentinho, ótima dica para quem curte comida italiana! Pizza de massa grossa e extremamente saborosa, eu fui de gnocci que estava maravilhoso também.

Lomey Yoga Studio – acordei com vontade esticar o corpo, fui em um estúdio de Yoga super charmosinho, a aula era em francês mas a professora extremamente atenciosa estava sempre de olho em mim para me auxiliar caso necessário. Super recomendo para os yogis de plantão.

Soul Semilla – restaurante vegano mega charmosinho, menu enxuto com comida “simples” e com cara de comida caseira, extremamente saborosa.  Super vale a ida até lá.

Para abrir o apetite, shot de super foods e snacks com frutas secas e nibs de cacau.

Eles tem uma lojinha que vende tudo que vocês podem imaginar relacionado a super foods, quem estiver por lá e já tiver almoçado vale passar para fazer comprinhas por lá!

Wild & The Moon – café charmosinho com conceito Grabe and Go.

Shots, lattes, sucos, doces raws e comidas práticas.

Vale super passar por lá.

Café Pinson – café super charmosinho que cai bem para qualquer hora do dia.

Pode ser almoço, paradinha para um café com direito a sobremesas saudáveis, ou para um jantar descontraído.

Menú criativo, ambiente gostoso e serviço bom.

Kapunka Vegan – restaurante Thai vegano com opções gostosas. Currys, Noodles e várias entradinhas. Comi uma berinjela que estava gostosa.

Tem mais de um por lá, legal dar uma checada pois alguns tem apenas balcão. Como eu gosto de comer mais devagar, papiar e tomar vinho, prefiro a opção com mesas.

Pret a Manger – é uma rede de Grabe and Go com comidinhas saudáveis. Começaram na França, mas agora já tem pela Europa inteira. Super prático e gostoso.

My Bio Delicious – mercado de produtos naturais bem completo e com preço bom. Tem algumas opções de Grabe and Go e sucos prensados a frio.

La Guinguette Dángèle

Abattoir Végétal –  restaurante mega charmosinho com uma linda apresentação nos pratos (foto ao lado).

Le Tigre Yoga Club Rive Gauche –  estúdio de yoga lindo, com lojinha e  café do Wild & The Moon. Ótimo programa ir fazer yoga lá e depois comer alguma coisinha gostosa ou quem quiser tomar apenas um café ou latte também vale a parada.

Naturalia – mercadinho de comidas saudáveis com uma parte de utensílios para cozinha, encontrei germinador e outras coisinhas interessantes por lá!

Le Potager de Charlotte – Estava louca para conhecer pois tive várias recomendações, quando cheguei estava fechado! Fiquem atentos pois os horários e dias de funcionamento dos restaurantes oscilam bastante por lá.

La Recyclerie – Se estiverem pelas redondezas vale passar para conhecer.

A comida não me pegou mas é bem interessante pois ele fica em uma antiga estação de trem, muitas coisas servidas são plantadas lá, a horta fica no meio dos trilhos onde passava o trem.

Eles tem galinheiro e um “hospital” para utensilios de casa quebrados. São super sustentáveis e prezam pelo zero lixo.

Bon Marché – mercado tradicional com muita opção legal e diferente, sais, trufas, cogumelos e ingredientes da estação. no segundo andar tem um espaço de utensílios de cozinha e casa com bastante coisa legal, vale muito a passada.

 

Quem quiser conferir mais dos pratos que eu comi, vai lá no meu Insta @patriciahelu no destaque “Paris“. E semana que vem eu fecho o tour gastronômico 2019 pela Europa com a minha última parada, que foi Lisboa.

Espero que tenham gostado 💚